Você sabe qual é a diferença entre lucro e faturamento?

Apesar de serem termos utilizados no cotidiano das empresas, é um assunto que ainda gera bastante dúvidas. Se você está em busca de obter sucesso no seu empreendimento, é fundamental saber a diferença do significado de ambas.

Pelo fato de possuírem características similares, muitas pessoas confundem o verdadeiro significado de lucro e faturamento. Para a saúde da empresa, é de extrema importância saber diferenciá-los. Ao parar para observar com atenção, é perceptível ver o propósito de cada um com facilidade.

O que é faturamento?

O seu empreendimento, seja ele de serviços ou produtos, arrecada um valor todo mês. A partir disso, já é possível definir o que é o seu faturamento, que consiste em todo o valor que uma empresa gera em determinado período.

O termo “Receita Bruta” tem o mesmo significado que faturamento, porém em um termo mais técnico. Ou seja, o faturamento consiste no valor bruto gerado por uma empresa ao oferecer produtos na indústria, mercadorias no comércio ou até mesmo o valor de serviços prestados para as empresas.

Tal faturamento gera um dado específico, chamado DRE (Demonstração do Resultado do Exercício). O mesmo é obrigatório para fornecer declarações ao fisco, e, além disso, a empresa deve apresentar valores gerados e movimentados durante o mesmo período.

Outro aspecto importante para determinar o faturamento, é que ele pode servir como base para cálculos importantes. Sendo assim, impostos como ICMS, PIS é COFINS são baseados no valor do mesmo.

Através de uma análise dos valores que são gerados pelo faturamento em caixa, a empresa pode estipular seus ganhos comparados com o trabalho desempenhado por ela no mercado.

Saiba como identificar o que é o lucro da sua empresa

É necessário entender que o termo “lucro” possui mais do que apenas um significado. Pelo fato de os empreendedores acreditarem que o lucro se trata apenas de um valor, mostramos agora as diferenças.

Ao se tratar de lucro, é necessário saber que existe o lucro bruto e o lucro líquido. Deste modo, cada um representa a quantidade de ganhos e de pagamentos.

Para que seja possível chegar ao lucro líquido, é preciso compreender dois termos importantes que interferem diretamente no lucro bruto. Deste modo, você deve saber distinguir os custos fixos dos custos variáveis.

Custos fixos 

Ao contrário do que as pessoas acreditam, custos fixos não consistem em gastos que a empresa tem todo mês. São denominados dessa maneira porque seus valores não sofrem alterações pelos produtos e serviços ofertados pela empresa.

Dessa forma, o aluguel, despesas com contabilidade, com advogados, impostos, etc., são exemplos disso. Portanto, independente se a empresa produz 500 unidades em um mês e 1000 no outro, esses valores não sofrem alterações.

Custos variáveis

Os custos variáveis são valores atrelados à produção de produtos e de bens. Por exemplo, se uma empresa fabrica peças de plástico, um de seus custos variáveis seriam matéria prima para a produção de tais peças.

Além disso, existem também os insumos diretos, ou seja, embalagens, fornecedores, impostos, mão de obra, dentre outros. Em suma, todo gasto que a empresa tem com os processos de produção.

Tendo isso definido, o lucro bruto resulta do valor total do faturamento, porém descontando todos os custos variáveis das operações. Então, você ainda precisa definir o lucro líquido, que é o valor que a empresa possui.

O lucro líquido é o valor do montante faturado onde estão abatidos tanto os custos fixos quanto os variáveis.

 

De forma simples, o faturamento representa todo o valor obtido pela empresa através da comercialização de produtos é serviços. Já o lucro, é o resultado do faturamento total, cortando os custos de operação necessários para que a empresa continue funcionando bem.

 

Leia também: Como lidar com o meu fluxo de pagamento e inadimplência de clientes?

Publicações Relacionadas
Os 4 segredos para realizar uma gestão de compras organizada e melhorar o seu negócio
Como planejar meu fluxo de caixa para o futuro?
Como otimizar a gestão financeira de sua empresa
Como fazer uma gestão orçamentária

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Your Name*
Your Webpage