Como lidar com o meu fluxo de pagamento e inadimplência de clientes?

Um empreendedor tem que lidar com muitas tarefas e responsabilidades diariamente, incluindo o fluxo de pagamento, o que é muito importante. Além disso, o mesmo deve saber lidar com todas elas e desenvolvê-las com perfeição. É importante para ele administrar sua equipe de colaboradores, de processos operacionais, documentos, dentre muitas outras coisas. Mas de fato, a administração financeira da empresa é uma das responsabilidades mais importantes para um empresário. É o aspecto principal para manter a empresa funcionando bem e crescendo constantemente, e, o mesmo pode ser o maior responsável por levá-la à falência. Por esse motivo, é fundamental manter uma gestão financeira organizada e de qualidade.

Dentro da gestão financeira, há algumas tarefas a serem realizadas, entre elas se encontra o hábito de conferir com frequência seus pagamentos e recebimentos. Ter esse hábito ajuda a realizar sua conciliação bancária, que é importante para se certificar de que os saldos da sua conta bancária e da sua conta são equivalentes.

Por que conferir pagamento e recebimentos com frequência?

Independente em qual setor da sua empresa você esteja atuando, você deve saber que conferir a entrada e saída de receitas do caixa é fundamental para realizar uma gestão financeira qualificada. Isso se aplica principalmente para negócios que recebem pagamentos através de boletos bancários e cartões de crédito. Empresas que trabalham com comércio e varejo são um bom exemplo disso.

Quando se tem um fluxo de vendas alto, significa que a empresa está gerando receitas. Apesar disso, alguns fatores podem fazer com que os pagamentos não cheguem ao seu devido destino (estornos e cancelamentos feitos através da financeira do cartão, por exemplo).

Por motivos como esse, é de extrema importância fazer uma conciliação bancária periodicamente, para assim evitar que a inadimplência de alguns de seus clientes tenha impacto no seu negócio.

Como fazer isso de forma prática e segura?

Por anos as empresas faziam o uso de planilhas e anotações manuais, já que não tinham outra opção. Além de muito complexo e trabalhoso, a utilização desses métodos poderia colocar a empresa em risco pelo fato de apresentar muitas falhas humanas e falta de inconsistência. Quando uma gestão importante desse tipo não é feita corretamente, sua empresa pode ter prejuízos graves.

Atualmente, existem diversos sistemas de controle financeiro e de administração que são automatizados. Deste modo, empresas podem fazer inúmeras tarefas simultaneamente, permitindo integrar os dados da empresa com os da contabilidade para otimizar essa gestão. Além de aumentar consideravelmente a produtividade da empresa, ajuda até mesmo a controlar a inadimplência dos clientes.

O que fazer com clientes inadimplentes?

1. Atualize frequentemente o cadastro de seus clientes

Atualizar constantemente o cadastro de todos os clientes é fundamental, inclusive é um grande ativo para evitar a inadimplência. Há três dados que são indispensáveis nesse cadastro, que são os meios de contato mais básicos:

  • Endereço;
  • Números de telefone e celular;
  • E-mail.

Além dessas informações imprescindíveis, também é importante colocar informações detalhadas sobre os pagamentos de cada um. Exemplo: colocar a data em que o pagamento deveria ter sido realizado, quantidade de juros, dentre outros.

Muitas empresas avisam seus clientes sobre inadimplência antes que a situação piore. Assim, evitando que os pagamentos atrasem e ocorram prejuízos.

2. Pré estabeleça um contrato com as condições de pagamento

Utilizar contratos especificando as condições do pagamento é muito importante, especialmente para empresas prestadoras de serviços. Deste modo, os pagamentos que geralmente são feitos parcelados, são garantidos pelo contrato.

Antes de fechar algum negócio, faça um contrato que proteja ambas as partes e que deixe específicas as condições do pagamento, datas de vencimento, juros e previsão de multas. O documento deve ser assinado.

Quanto mais claras as informações no documento, mais fácil é a negociação, evitando com maior eficácia situações de inadimplência.

3. Torne mais fáceis as formas de pagamento

O empreendimento deve facilitar as formas de pagamento dos clientes. Então, se o mesmo não puder ir até sua empresa, envie boletos via e-mail. Outro meio bastante vantajoso é aceitar pagamentos em diferentes bandeiras de cartão de crédito e débito.

4. Faça negociações com a dívida

Assim como você, seus clientes certamente também não querem ter dívidas e não querem ter que arcar com as consequências de uma inadimplência.

Deste modo, é interessante que você procure clientes que estão nessa situação e os ofereça opções de negociação para que as dívidas sejam quitadas para que assim ninguém seja prejudicado.

 

Leia também: CRM e ERP – Qual usar no meu modelo de negócio?

Publicações Relacionadas
Como fazer uma gestão orçamentária
Organização de fluxo de caixa é importante?
Por que o fluxo de caixa é tão importante na gestão financeira?
Como controlar o caixa da minha empresa?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Your Name*
Your Webpage