Descontinuidade do Emissor SEFAZ, uma oportunidade para se organizar!

virtuozo-2
www.virtuozo.com.br

Desde o começo da obrigatoriedade de emissão de Nota Fiscal Eletrônica em 2010, o emissor gratuito disponibilizado pelo SEFAZ-SP (Secretaria da Fazendo do Estado de São Paulo) tem atendido uma grande quantidade de empresas.

                  Contudo, em janeiro de 2017 este emissor será descontinuado, conforme comunicado da SEFAZ-SP (para ver o comunicado clique aqui). Ou seja, o emissor da SEFAZ deixará de “existir”, e todas as empresas que o utilizam terão que buscar outras ferramentas para emissão de suas Notas Fiscais Eletrônicas.

                  O emissor sem dúvida ainda é bastante utilizado por várias empresas que na busca por se adequar a legislação o buscaram. Porém como o emissor não possui integração outras funções gerenciais e não tem comunicação com outros sistemas de gestão, os processos de vendas e controles acabam sendo depreciados.

Para quem o utiliza, este é um bom momento para buscar uma migração, sem atropelos e correria, para outra plataforma. Esperar até a janeiro de 2017 para ir atrás desta mudança pode acarretar em má decisões de última hora.

                  Agora é um ótimo momento para analisar e tomar a decisão de escolher a nova ferramenta de emissão. E mais, é uma oportunidade para que as empresas que utilizam ainda o emissor do SEFAZ migrem para uma ferramenta com mais recursos gerenciais, que além de emitir a NFE-Nota Fiscal Eletrônica já tenham comunicação direta com os processos e controles da empresa.

Capa-03
Conheça mais sobre o Virtuozo clique aqui!

                  Em termos de gestão de processos é muito mais funcional que as NFEs sejam geradas de modo automático, no momento das operações da empresa, como vendas, devoluções, etc. Derivando também os fluxos financeiros, contábeis e estoque. Facilitando em muito a gestão e controle de da empresa.

                  A emissão em sistema “isolado” abre a possibilidade de erros diversos de procedimentos, como o cancelamento de uma venda sem o cancelamento da NFE correspondente. E tantos outros erros possíveis.

                  Por isso, como consultor de processos, aconselho fortemente que as empresas e autônomos utilizem algum software de gestão ERP que já tenha o serviço de emissão de NFE integrado. Existem várias opções disponíveis para os diferentes perfis e demandas. Dentre eles um dos mais indicados é o do Virtuozo, por oferecer este recurso por valores bem atraente e os demais recursos de gestão empresarial, gratuitamente.

                 Aproveite a exigência da legislação para se organizar, controlar melhor sua empresa, e melhorar sua gestão.

curriculum

2 comentários em “Descontinuidade do Emissor SEFAZ, uma oportunidade para se organizar!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s