Controles e finanças: Fortalecendo suas relações

 Esse é o primeiro de uma série de artigos sobre finanças, controle financeiro, contabilidade, dentre outros assuntos correlacionados. Então vamos lá!

 Iniciamos nossas discussões com algumas questões: Você utiliza alguma ferramenta para controlar suas finanças, tanto pessoais como empresariais?

 Sendo sua resposta afirmativa ou negativa, responda a próxima questão: Você saberia dizer qual é a disponibilidade financeira de sua empresa? Quais são os pagamentos a serem realizados no(s) próximo(s) dia(s) ou mês(es)? E os seus recebimentos, qual é a expectativa de recebimento para o(s) próximo(s) dia(s) ou mês(es)?

 Essas questões inicias são básicas e balizadoras para qualquer pessoa ou empresa, controlar suas finanças é obrigação de primeiro grau, regular a saúde financeira da empresa proporcionará um folego para realizar outras operações e, assim, visualizar o crescimento e a consequente maximização da riqueza.

Para que o empresário, gerente, diretor ou qualquer outro dirigente consiga responder esses questionamentos é necessário que dentro da empresa existam “controles”. Mas que “controles” são esses?

 São os Controles Financeiros! Temos vários exemplos que podemos citar aqui, são eles: Fluxo de Caixa (movimentação), Controle Bancário (movimentação), Contas a Pagar, Contas a receber, dentre outros.

 Esses controles são de extrema importância para que o empresário, gerente, diretor ou qualquer outro dirigente, saiba de que forma está à saúde financeira da sua empresa, e quais são as futuras obrigações com terceiros (credores, por exemplo: fornecedores e bancos).

 Agora vamos falar das metodologias utilizadas no desenvolvimento dos controles financeiros.

As metodologias mais convencionais são:

– Caderno: É a forma mais simples utilizada por vários empresários para manter seu controle financeiro em dia.

– Planilhas eletrônicas: É uma forma mais sofisticada e organizada de controlar as contas, uma forma de desenvolver e personalizar ao seu gosto essas planilhas é a partir do programa Excel MS, Acess MS ou outro programa existente no mercado.

– Sistemas Gerenciais: Esses sistemas são mais avançados, contudo sua operacionalização é de fácil compreensão, com eles é possível fazer interligações entre vários departamentos coletando assim informações importantes e relevantes para o preenchimento das planilhas de controle financeiro, considerando um maior teor de confiabilidade e exatidão. Como exemplo disso temos o Virtuozo.

 Enfim, você empresário ou dirigente de alguma empresa fique atento ao saldo no banco e no caixa de sua empresa e nunca perca de vista suas obrigações com terceiros, pois isso acarretaria sérios problemas de endividamento.

 

Obrigado pela atenção e até um próximo encontro!

curriuclum

Related Posts
Gerenciando projetos de investimentos
5 dicas para impulsionar o seu negócio
Como otimizar a gestão financeira de sua empresa
Aprenda como realizar sua contabilidade com autonomia

Leave Your Comment

Your Comment*

Your Name*
Your Webpage